About Me

“You know I’m old in some ways-in others-well, I’m just a little girl. I like sunshine and pretty things and cheerfulness-and I dread responsibility.”

F. Scott Fitzgerald, This Side of Paradise

Sou a Melissa Sliominas, neta de um lituano que estava fugindo de ter que servir ao exército russo por mais alguns anos e resolveu vir com a cara e a coragem para o Brasil. Ele provavelmente era um camponês ou um trabalhador de fábrica, não sabia falar outro idioma, não tinha dinheiro, não faço ideia de como isso foi possível. Fato é que aconteceu, e porque isso aconteceu, eu estou aqui! rs

Tenho formação católica, mas que pela influência que o teatro trouxe na minha vida e o contato com as artes, não é totalmente influenciadora na minha personalidade. Eu tenho uma visão bem humanista e múltipla (vamos dizer assim) das coisas, ao mesmo tempo em que tenho alguns traços de conservadorismo. Mas isso nem é tão relevante!

O que é relevante, se você está visitando minha página pela primeira vez, é dizer que meu negócio é contar histórias. Antes, eu fazia isso só escrevendo. Tive um blog por mais de 5 anos, escrever era meu norte. Ainda é, mas eu aprendi a fotografar com as DSRLs e as imagens têm tido um poder forte na minha vida. Então é isso, eu amo contar histórias, seja escrevendo, seja fotografando, o que mais sei fazer é observar quase que anonimamente alguém ou uma situação e contar a história depois.

Sou meio avessa à fotografia comercial e curto mais a fotografia autoral. Minha formação é autodidata. Hoje em dia eu trabalho em CLT com Marketing Digital, estudo algumas coisas, mas deixo a fotografia em segundo plano, pra que eu possa realmente contar histórias e não me tornar uma vendedora agressiva de fotografias. Não são todos os trabalhos que eu faço.

Sou especialista em fotografar com a luz natural e sou avessa ao flash – por PURA e ABSOLUTA opção. Meus aplausos pra quem tem o talento e paciência de trabalhar com o flash! O negócio é que eu acho a luz disponível, da mãe natureza, mais do que suficiente. Acho linda, maravilhosa. Se está sol, que maravilha! Adoro fazer fotos com os cabelos douradinhos, da luz do sol. Se está nublado, melhor ainda! A luz difusa (as nuvens são um difusor natural) deixa as fotos simplesmente SENSACIONAIS.

Também escolhi focar meu trabalho em retratos, especialmente em retratos femininos – e portfólios para modelos (não sei a razão, mas amei fazer). Outra característica do meu trabalho quando não estou fazendo retratos, é sempre manter o estilo livre, fotojornalístico (ou lifestyle), menos poses e mais verdade. Tenho um jeito de direcionar as pessoas que incentiva a isso.

E os textos?

Os textos vêm quando precisam vir. Não estou sempre escrevendo, às vezes escrevo. O que desperta a vontade de escrever? Músicas, coisas que posso ter lido por aí, coisas que sinto, cenas que posso ter visto (ou imaginado).

Quem são minhas influências?

Elizabeth Messina (menos é mais e a luz natural faz a beleza toda acontecer); Jessica Kobeissi (altamente influenciada pelo seu olhar, fazendo lugares bem estranhos ficarem beeeeem legais na fotografia. Acho que com ela aprendi a ser mais criativa e a olhar lugares com um olhar mais estratégico em termos de locações); Christina Greve (a elegância nos retratos e escutar minha voz interior); Guimarães Rosa, Lygia Fagundes Telles, Érico Veríssimo – na literatura (mas tenho que comer muito arroz e feijão pra chegar os pés deles todos).

E quem é a Mel?

A Mel é uma pessoa que quando está em seu normal, tem uma certa luz, uma lampadinha no rosto dela. Sou feliz porque sim. O tempo me ensinou que não preciso de nada ou ninguém pra isso – a felicidade é uma questão de escolha. Se eu fosse me basear em fatores externos pra ser feliz, eu não seria. Afinal de contas, quem consegue ser feliz com o mundo do jeito que está? Crianças morrendo, passando fome, pessoas matando umas às outras por conta de religiões, maldade sem limites, corrupção….. você precisa ser feliz porque escolhe ser. É preciso que haja um sentido no seu coração, um brilho no seu olhar. Eu sou feliz porque sim! rsrsrs Sou também bem simples, gosto muito de estar rodeada de gente, gosto de casa cheia, gosto de multiplicidade, de sair da zona de conforto, de aprender coisas novas, explorar lugares desconhecidos e me apaixonar.

Me apaixono por pessoas. Me encanto por elas. E então venho aqui e conto as histórias que vejo, sobre elas. É quando vem um texto ou uma foto. Eu estou sempre contando uma história.

Se você gostou do meu trabalho, não tem que se perguntar se quer que eu te fotografe. Você precisa se perguntar se quer que eu conte sua história. E se quiser, precisa saber que vai ter que me deixar te observar do jeito que você é.

Um beijo!

Anúncios
Blog no WordPress.com.